Meu casamento de contos de fadas, com Érica Antunes.

Contos de fadas são um ótimo jeito de entrar no mundo da imaginação, as histórias contadas atualmente tem sempre uma moral/valor por detrás. Servindo muito bem como uma fonte de entretenimento e educação para nossa nova geração, contos como Branca de neve e os Sete anões, Chapeuzinho Vermelho, Cinderela, Bela adormecida e entre outros contos que inspiram e transbordam uma história de final feliz.

Mas muito tempo atrás essas histórias não tinham tanta inocência comparada à que temos hoje em dia.  Eram histórias com temas bem mais pesados como; violência sexual, canibalismo, torturas e entre outros temas abordados e nem sempre tinha o sonhado final feliz. Porém inicialmente esses contos não eram designados ao público infantil, mas sim ao público adulto que contavam oralmente essas histórias para passar o tempo e trocar prozas. Com isso eles usavam dessa arma para colocar medo e educar crianças através de histórias, que muitas vezes serviam de intermediário. Com a chegada dos irmãos Grimm que na época remodelou essas histórias e passou a cada vez menos conter menos impacto de como eram contadas, fez com que as histórias evoluíssem até se tornar o que temos hoje, contos de fadas felizes.

Com essa breve introdução, já damos a deixa e introduzimos nossa estilista de hoje Érica Antunes, que atua com sua marca Érica Marrie. Trazendo do mundo das fadas o seu “Once upon a time” –era uma vez-.

A coleção foi desenvolvida a noivas, mas não pra qualquer uma, mas sim a uma noiva moderna e sonhadora idealizando uma mulher de hábitos inteligentes como literatura, arte, e apaixonada pelo lúdico. Gosta de ir no cinema e ama conhecer lugares novos. E sabemos que hoje algumas mulheres querem autenticidade e muitas vezes acabam sem opção na hora de usar o seu tão sonhado vestido de noiva, por não se encaixarem em algum padrão e não acharem peças designadas a seu estilo.

Pensando atenciosamente a esse estilo de noivas que é moderna, ligada à moda, antenada a tendências e que acabam querendo exclusividade no seu sonho de princesa. Nesse momento único Érica arquitetou seu conto direitinho.

No seu projeto ela traz elementos dignos de poder, confiança da mulher moderna, sensualidade e sobretudo amor, de final feliz pra sempre. E que em seu painel de cor reflete muito bem essas características indo do preto, ao branco neve e ainda passando por tons suaves harmonizando o todo.

O trabalho no design dos vestidos trazem todo diferencial da coleção, com corte mais ousados, vestidos mutáveis, longos, curtos e ainda trabalhando com estampas com a tipografia dos contos de fadas, buscam esse universo, do Once upon a time.

Além de tudo, suas peças são todas feitas sobre medida, portanto estando disponíveis em seu catálogo faça sua escolha e então são designadas exclusivamente à suas preferências, trabalhando na técnica de moulage, bordados e aplicações de renda.

 Deixo o contato dela AQUI. Caso queira contatá-la.

Marry

Obs; Apenas prévias da coleção, para mais informações e vestidos do catalogo consulte Érica Marrie no facebook (link acima e a baixo nos créditos)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Espero que tenham gostado desse pedacinho do contos de fadas… Qual seu favorito?
Agradeço a designer de moda Érica Antunes pela confiança e me deixou apresentar esse lindo trabalho feito por ela, fico muito feliz. Se tiver mais coleções, vou dar um jeito de dar uma postada aqui tá? HAHA.

Ficou interessada por algum modelo? Quer saber mais? Deixo aqui o link da Página da Érica Marrie. Entre em contato.

https://facebook.com/ericamarrie

 

Liberte sua mente. Arte e Moda, com Fashion Daliniano de Rogério Varanis.

No mundo da arte sua imaginação é o limite, e quando juntamos ambas – arte e moda- você tem que ultrapassar barreiras, logo, estamos falando de dois importantíssimos laços, que, quando combinado pode sair um resultado simplesmente “bom” ou um resultado “maravilhoso”. Nessa ideia que o artista e designer Rógerio Varanis quis expor na sua mais recente obra, abusando de inspiração a mente por traz do surrealismo – Salvador Dali – ele traz em sua nova coleção intitulada ‘O templo do erotismo’ uma dose de sensualidade, talento, frescor e atitude.

Amante das obras de Dali, Rogério é um designer que nesse ano apresentou essa obra que vos apresento como trabalho final de seus estudos na faculdade de moda, localizada em Campo Grande – MS. A partir daí iniciou seu processo materialização da obra, até chegada o dia de sua apresentação.

Salvador Dali foi um grande nome do mundo da arte, e o mesmo já passou por vários estilos e chegando até participar do movimento impressionista, porém foi no surrealismo que ele ganhou destaque e consolidando seu nome que é lembrado até hoje. Além de um carisma enorme sua chamada por atenção as vezes incomodavam seus críticos que por sua vez, achavam -extravagantes- contudo isso era parte de Dali que era um promotor de si mesmo e um ‘showman’. Suas obras tinham técnica impecáveis de fotografia e reflexões que vão além do que a gente possa imaginar. Alguma de suas obras mais conhecidas; O grande masturbador (1929), Metamorfose de Narciso (1937) e A persistência da memória (1931).

salvador_dali_a_persistencia_da_memoria1

Obra – A persistência da memória (1931)

Entretanto algumas de suas obras tinham uma origem erótica nas entrelinhas, que ao um leigo da arte custa um pouco você entender esse lado perverso que a arte pode trazer.

Aproveitando disso, Rogério tratou de explorar esses espaços da arte para tomar forma. Como o título já sugere, tem muito erotismo aqui, repara que eu disse erotismo (não nudes), demasiando de decotes profundos, transparência, tecidos enrolados em alusão ao fetiche. Além disso ele trabalhou com estampas manualmente, usando a técnica de pintura, em que -segundo ele – os borrões de tintas fazem alusão ao sêmen. Fora a mascara, o objeto visual mais importante da coleção, referindo-se ao constrangimento que Salvador Dali possuía ao ser homossexual e a ainda serve como uma expressão de mistério e fetiche.

Croqui 1

Obs: As formigas dos croquis são a representação da decomposição em suas obras.

Croqui 2

As peças tem como alvo mulheres que buscam o mundo das artes e usam da moda para expressar sua personalidade, podendo usar suas peças em shows de teatros, performance artísticas e tudo relacionado a arte.

 E aqui temos um pouco de sua coleção.

Rogerio 1Rogerio Varanis 2Rogerio Varanis 3Rogerio Varanis 4

Confesso que fiquei surpreso com a MEGA apresentação que ele fez de sua coleção, misturando elementos de arte, música, performances das modelos maravilhosas, que encantaram e ajudaram como um todo para que ficasse tudo em perfeita sincronia.Portanto primeiramente queria parabenizar o Rogério pelo seu brilhante trabalho que ele desenvolveu e também queria agradecer por ele ter autorizado a usar suas imagens do editorial e de seus croquis. Muito Obrigado.  Esperamos agora sua novas coleções, seja na arte ou na moda, e que continue trilhando esse lindo trabalho. Por isso foi só gente, o que acharam? Conte pra nós.

Grunge lover com Priscilla Santos

O grunge tem sido um estilo de vida desde meados dos anos 80, desde que surgiu, sendo um sub gênero do rock alternativo. De uma mistura de punk com heavy metal, o grunge teve seu auge quando a banda Nirvana, lançou seu terceiro álbum de estúdio – NEVERMIND- abrindo então espaços para outras bandas undergrounds como Pearl Jam e Alice in chains.

Vindo com uma pegada ‘sobre revolta’ o grunge tem como principal característica essa despreocupação com o certo, usado de forma de libertação através da música e estilo que os jovens buscavam em sua identidade.

Com a morte do vocalista da banda Nirvana em 1994, Kurt Cobain – principal ícone do movimento- o grunge teve seus dias difíceis, cada vez menos gravadoras procuravam contratar bandas com esse estilo, pois eles buscavam algo mais comercial. Contrariando o movimento grunge que não pode ser domado.

Porém, até hoje temos presente esse movimento que ainda marca a vida de muitas pessoas, com o estilo desleixado – porém pensado, a galera passou ainda assim viver nesse estilo, que é muito bom. Além de hoje ainda ter sonoramente algumas bandas claramente inspiradas nesse estilo.

Entra então nossa estilista Priscilla Santos, para os íntimos (como eu, beijos) apenas Pri, se envolveu nesse mundo grunge e trouxe esse tema pra nova coleção, intitulada “Grunge” haha. Misturando seu jeitinho ❤ com o tema, dando um ótimo resultado.

Claramente influenciada pelo estilo Pri quis trazer esse seu mundo para dar vida a essa coleção rebelde/estilosa/queropramim/tudo.

Com peças práticas de dia-a-dia ela trouxe toda rebeldia através das roupas e acessórios como calças destroyed, peças em estampas xadrez, caveiras, bandanas, e muito mais. Além dessa clara evidência, temos a mistura de paleta de cores que vai desde a mais escura até termos uns tons claros, que se sobressai muito bem na coleção.

  Eu A-M-E-I, e já quero. -Não vou cansar de dizer isso amiga.-

 

Pri4

Eu fiquei deslumbrado com essas ilustrações, qual seu look preferido?

E agora o EDITORIAL GRUNGE ❤Pri1Pri2Pri3

O que acharam? Comentem!

Quero agradecer a designer de moda Priscilla Santos por essa oportunidade de deixar eu mostrar seu trabalho através do meu blog, e quero parabeniza-la pelo lindo trabalho que ela desenvolveu, e repito Pri, JÁ QUERO UMA COLEÇÃO MASCULINA ❤
Visitem o blog que ela tem, MA-RA-VI-LHO-SO. Deixo o link abaixo, beijos e até a próxima gente!

BLOG CONVERSA DE CLOSET BY PRI – http://conversadecloset.blogspot.com.br/